Beijar uma pessoa para esquecer outra é bobagem. É uma prova do quanto você ainda é imaturo(a) e inseguro(a)!

Um dia descobrimos que beijar uma pessoa para esquecer outra é bobagem, pior, é a demonstração da nossa maior fragilidade: a carência.

Quando você se sente rejeitado (a), e escolhe se entregar a um outro alguém, na tentativa de se sentir valorizado (a), você acaba se desvalorizando, e pior, você não esquece a outra pessoa, você pensa muito mais nela…

Um dia você percebe que para esquecer quem você muito amou, você não precisa de outra pessoa, você precisa se preencher de si mesmo (a), e essa sempre será a sua maior vitória.

Um dia você descobre que ninguém nesse mundo vai te amar mais do que você mesmo(a), e esse é o dia em que você vence a o sentimento de rejeição, que um dia, te fez sentir que você não era bom o bastante.

Um dia você percebe que beijar alguém apenas para se sentir desejado(a) é prova de insegurança, e não surte o efeito desejado, pelo contrário, te leva a um estado emocional sombrio.

Um dia você percebe que, para se recuperar da dor você precisa provar do amor, não do desejo a qualquer custo.

Um dia você acorda para a verdade de que o amor por si mesmo é o seu maior tesouro.

Um dia você desperta e consegue enxergar com clareza as suas qualidades e para de olhar para os seus defeitos como se eles fossem mais evidentes.

Você passa a dar valor a si mesmo(a) e começa a atrair parceiros que enxergam beleza até nas suas estranhezas.

É nesse dia que você começa a se dar o direito de escolher com quem você vai dividir a sua fortaleza interior, e aí, nada nem ninguém conseguirá fazer você sentir que você não é o suficiente.

Um dia você percebe que você é importante para muita gente, e que aquele que te abandonou é apenas uma poeira e essa poeira não tem o poder de sujar a sua alma.

Um dia você percebe que não é do outro que você sente falta, mas sim, daquela pessoa que você era, antes de o conhecer.

E é nesse dia que as cortinhas se abrem, as vendas são retiradas e você, finalmente, consegue acolher a si mesmo e valorizar quem você é.

Você resnace e se surpreende com a beleza que existe em você, e essa beleza começa a ser notada por todos a sua volta. Aquela necessidade de se entregar por carência, passa, e você começa a ser mais seletivo.

Você se envolve de boas energias e só aceita se relacionar com pessoas que emitem vibrações tão agradáveis quanto as suas.

Quando você se sente seguro(a) e aprende a se acolher, você se liberta do outro e começa a olhar com respeito para si mesmo(a). Você não usa ninguém e não é usado(a), e só permanece onde se sente bem.

Você para de se apegar a bobagens, para de querer dar o troco, para de sofrer por quem não merece, e foca naquilo que realmente importa: a sua felicidade.

Você se sente inteiro(a) e percebe que, esquecer alguém é mais sobre lembrar de si, do que apagar o outro da memória. Porque quando você lembra quem você realmente é, você não dá palco para quem não soube te dar o devido valor.

*DA REDAÇÃO SAG. Texto de Iara Fonseca, jornalista, escritora, editora de conteúdo dos portais Resiliência Humana, Seu Amigo Guru, Homem na Prática e Taróloga, facilitadora do método de AUTOEXPANSÃO. Para agendar uma SESSÃO DE AUTOEXPANSÃO com a Iara, mande um direct para @ESCRITORAIARAFONSECA

Foto de zelle duda no Unsplash

VOCÊ JÁ VISITOU O INSTAGRAM E O FACEBOOK DO SEU AMIGO GURU?

CONSELHOS INSPIRADORES TODOS OS DIAS PARA UMA VIDA PLENA E FELIZ!

RECOMENDAMOS









Jornalista, escritora, editora chefe e criadora de conteúdo dos portais RESILIÊNCIA HUMANA e SEU AMIGO GURU. Neurocoaching e Mestr em Tarot. Para contratação de criação de conteúdo, agendamento de consultas e atendimentos online entrem em contato por direct no Instagram.