Autista passa em 1° lugar em medicina na Federal, e diz: “Quero ajudar os autistas”.

O jovem Elizeu de Freitas Júnior, de 19 anos, foi diagnosticado com transtorno do espectro autista quando tinha 12 anos, e depois de muito estudo, conseguiu passar em primeiro lugar no curso de medicina da UFJ (Universidade Federal de Jataí), em Goiás.

De acordo com informações do ECOA UOL, o estudante pretende se especializar em neurologia para levar um atendimento mais cuidadoso a pessoas autistas e com transtornos mentais por meio da criação de uma clínica especializada.

Na entrevista, o jovem que é natural de Rondônia, conta que sempre teve afinidade com as ciências biológicas. A curiosidade por biologia e química foi aumentando até que, no ano passado, ele decidiu que seguiria realmente pela medicina.

“Sempre me lembro do médico que me diagnosticou. Por causa daquele atendimento, decidi em 2021 prestar vestibular para medicina. Estudei oito horas por dia durante a semana, revisei muitas matérias, resolvi questões. E nos fins de semana fiz simulados e redações”, explicou.

O jovem, que sempre estudou em escolas públicas, explica que quer ajudar pessoas autistas para que elas não passem pelas dificuldades que passou. A começar por aquelas que teve para ser diagnosticado corretamente.

Além disso, ressalta o futuro médico, um diagnóstico precoce pode ajudar em problemas de interação social, ansiedade e timidez, aspectos que as pessoas no espectro autista enfrentam, mas que podem ser trabalhadas com o devido acompanhamento.

*DA REDAÇÃO SAG.

VOCÊ JÁ VISITOU O INSTAGRAM E O FACEBOOK DO SEU AMIGO GURU?

CONSELHOS INSPIRADORES TODOS OS DIAS PARA UMA VIDA PLENA E FELIZ!

RECOMENDAMOS









Viva simples, sonhe grande, seja grato, dê amor, ria muito!