Aspereza se vence com suavidade. Indelicadeza com delicadeza. Falta de amor, com amor.

Aspereza se vence com suavidade. Indelicadeza se vence com delicadeza. Falta de amor se combate com amor. Impaciência e inquietação são vencidas com o ponto de encontro da sua paz, do seu equilíbrio, da sua harmonia.

Ansiedade se combate com o encontro do seu eixo, do seu verdadeiro “Eu”, que consiste em encontrar a sua verdadeira essência.

Você deve vencer o seu “Eu genérico”, aquele que não é você, nunca foi e nunca será você!

Toda a culpa se cura com autorresponsabilidade, autoconhecimento, com aceitação de que não existe ninguém perfeito, com aceitação da sua imperfeição!

Cada irritação ou raiva revela o quanto de você foi deixado para trás e o quanto negligenciou algo que considerava muito importante ao longo da sua vida. E o quanto precisa investir em você e em tudo que tem imenso valor para você. Ir lá e fazer diferente! Colocar em você suas prioridades!

Frustração que não é superada é o amargor de algo que não conseguiu superar, ultrapassar, indica que está ainda no passado exatamente onde não precisava mais estar.

Ainda está em uma cena, em uma parte da sua vida que você está voltando a todo instante e que não consegue deixar para trás, algo ou pessoa que deveria estar no passado… E fica atualizando imagens, sentimentos…

Reviver uma emoção ruim não o ajuda a viver hoje e daqui para frente, não o ajuda a superar para fazer outras coisas diferentes – e até melhores – , não o ajuda a ampliar seus horizontes e criar novas condições de vida e de felicidade; ao contrário, fica preso, acorrentado em algo que efetivamente não existe mais, mas faz existir e permanecer na sua vida, faz atualizar o tempo todo sentimentos e emoções difíceis e ruins que só lhe prejudicam.

Todo ciúme, revela uma “baita” insegurança, e não é insegurança em relação ao outro, mesmo que existam mil motivos para desconfiar, duvidar…

Toda desconfiança de alguém mostra uma insegurança enorme em você, no que não consegue enxergar direito que possui, representa, revela o quanto não se sente suficiente na sua pessoa, o quanto questiona o seu valor, o quanto duvida de seus potenciais e de seus recursos.

Isso mostra o quanto é importante olhar para você e buscar confiar em quem é de verdade, no que possui e investir em desenvolver tudo o que pode, para sentir-se mais autossuficiente e único. Investindo mais em admirar-se, desenvolver tudo que pode fazer sentir-se melhor e mais seguro!

Quando olha demasiadamente para as outras pessoas, mais do que observa e olha para você, não consegue permanecer no seu eixo, no seu brilho, na sua criatividade, no seu amor e torna-se dependente das migalhas dos outros, torna-se dependente da opinião do outro, do olhar empobrecido de alguém, escraviza-se em um modelo equivocado, em um padrão tendencioso, em uma forma de vida que não é a sua. Neste aspecto, a infelicidade reina absoluta – e continuará reinando – se você não romper com esse círculo vicioso e opressor.

Solte as correntes e os grilhões do universo do outro e volte a sua atenção para tudo o que pode descobrir em você. Seus gostos, sua real beleza, onde realmente pode encontrar sua paz, porque cada um tem sua forma de encontrá-la… Onde realmente encontrar a sua felicidade? Cada pessoa é feliz de uma forma…

Pare de imitar, copiar modelos de vida, para cada um existe algo único e particular para viver.

Descubra-se, dê a você o que realmente precisa e merece.

Desta forma, novos sentimentos e emoções farão parte da sua vida e nunca mais precisará convencer ninguém do seu valor, do seu lugar no mundo.

Quando conseguir enxergar exatamente como é, e desta forma conseguir admirar-se, com todas as suas imperfeições e limites, você terá um maior autoamor e a sua opinião será mais valiosa do que a de qualquer outra pessoa, por mais importante e significativa que ela seja…

E neste momento, você expandirá e saberá olhar todas as suas imperfeições e as suas grandezas e sentirá orgulho de ser quem é. Descobrirá algo incrível, que cada um tem uma forma especial e única de ser, de viver e de perceber a vida…

A sua forma de ser é sua e de mais ninguém!

Cultive a harmonia e liberte-se da necessidade de compreensão e aceitação do outro.

Encontre a sua alegria particular, encontre a sua paz exclusiva, encontre a sua beleza.

Seja cada dia mais quem você realmente é e pare de olhar para a vida dos outros.

*DA REDAÇÃO SAG. Foto de nrd no Unsplash. Texto de Patricia Tavares.

VOCÊ JÁ VISITOU O INSTAGRAM E O FACEBOOK DO SEU AMIGO GURU?

CONSELHOS INSPIRADORES TODOS OS DIAS PARA UMA VIDA PLENA E FELIZ!

RECOMENDAMOS









Viva simples, sonhe grande, seja grato, dê amor, ria muito!