Às vezes nos machucamos mais com o escudo do que com a lança!

Às vezes nos machucamos mais tentando nos proteger do sofrimento, na ânsia de querer nos afastar, do que quando perdemos a confiança em alguém que amamos.

por Legolas Elrond

A maioria das pessoas que hoje se protegem com armaduras e escudos, e agem de forma fria e esquiva, temem serem feridos por aquelas pessoas em quem confiam!

A pergunta é: Quem de vocês já foi ferido por alguém em quem confiava?

Um ou outro também pode andar por aí com seus escudos apenas como uma medida preventiva, derivada de suas crenças sobre o que é o amor ou por conta das experiências de pessoas próximas, que eles preferem evitar.

De qualquer forma, toda pessoa que carrega consigo um escudo e que não deixa o amor ter acesso a ela se torna altamente ameaçadora! Justamente porque, na ânsia de querer se afastar, fugir ou evitar uma abordagem que a exponha a um envolvimento sentimental, ela fere qualquer um que se atreva a quebrar essas barreiras e reage de maneiras complicadas a qualquer investida afetiva mais profunda.

Corajoso é aquele que, sabendo que não quebrou nada lá, tem como objetivo ajudar a reparar esse coração ferido.

Você deve estar ciente de que os escudos podem machucar mais do que qualquer arma e que, talvez, nem com todos os esforços, seja possível ocupar espaço naquele coração.

No entanto, este é o jogo do amor, às vezes sentimos que perdemos, mas apenas a experiência vale a pena!

Eu não imaginaria chegar ao fim dos meus dias e olhar para trás e não chorar por amor, não lutar por amor, não ter me decepcionado, não ter perdido a fé, não ter apostado novamente, e não ter me apaixonado todas as vezes que foram necessárias, até que finalmente … eu considerei que tudo corria bem.

Eu sei que por trás de cada pessoa que diz que não acredita no amor, que colocam uma imensa quantidade de barricadas e barreiras que o impedem de alcançá-lo, há uma pessoa esperando alguém provar o contrário, que o amor existe e existe para ela, que Ele pode viver, sentir, fechar as feridas do passado e recomeçar, porque o amor vale a pena.

E a mesma pessoa que é capaz de se machucar para não se machucar novamente, sempre avaliará e recompensará quem consegue superar esses obstáculos, por que no fundo ela quer abrir o coração e dar ao amor uma nova oportunidade, mas tem medo.

Estar apaixonado é algo incomparável, estar satisfeito com a nossa solidão e se sentir à vontade, também é incomparável, amar alguém e nos dar o melhor e amar a nós mesmos ao mesmo tempo é o melhor cenário.

Conclusão:

Não importa o estado em que você está, desde que não seja forçado, desde que se sinta confortável e não queira estar em outro, está tudo bem!

Desde que suas decisões não sejam tomadas a partir do medo, do ressentimento, da dor do passado, mas sim do seu crescimento, da sua evolução e da sua confiança no processo da vida. Está tudo bem!

*Tradução e adaptação REDAÇÃO Seu Amigo Guru. É proibida a reprodução desse artigo para fins comerciais. *Via Rincon del Tibet

COMPARTILHAR
Seu Amigo Guru
Viva simples, sonhe grande, seja grato, dê amor, ria muito!