Aqueles que só enxergam o céu nublado, nunca percebem que tem um sol do outro lado.

Veja além do momento.

Pense além do presente.

Creia no que vem pela frente.

Existe um futuro.

Espere o melhor.

Um céu carregado nem sempre é tempestade por vir.

Pode ser uma doce e fina chuva, que chega pra lavar a alma e limpar os caminhos, deixando o coração pronto para semear e florir.

Veja além do céu nublado. Sempre o sol estará do outro lado.

Aprenda a entender as entrelinhas da vida.

Estes tempos servirão para muitos perceberem que o invisível existe.

Que o invisível está em todo lugar.

Que o invisível é poderoso.

Que o invisível pode, por suas mãos e atitudes, ser ou não a vida em seus pulmões.

Crer no que não vê, isso é fé.

Ontem tempestade. Hoje arco-íris.

A gente está na gaiola, mas o tempo tá voando.

Novas partidas, reinícios, oportunidades e recomeços.

Vira o calendário, arranca a folhinha e temos na palma da mão mais um monte de oportunidades, novinhas.

Gosto disso, essas trocas, essas sensações de novidade, essas chances de reacertos.

Eis que Deus fez novas todas as coisas e com elas nos refaçamos juntos.

Sempre em mente de que nada adiantam os dias mudarem e as horas passarem, se não tivermos a força e coragem de realizar as mudanças internas de atitudes.

Quando a gente acredita que o tempo ruim sempre passa, o tempo bom sempre chega.

Quando a gente acredita que o amor prevalece, a gente nunca tem pressa.

Quando a gente acredita que acreditar traz boas mudanças, a gente nunca perde a esperança.

Quando a gente acredita que jamais deve desistir, a gente nunca deixa de sorrir.

Percebeu que o segredo de tudo é ter FÉ?

Texto de: Cleonio Dourado

“A fé faz renascer a vontade e a força que achávamos que tínhamos perdido” Iara Fonseca

COMPARTILHAR

COMENTÁRIOS




Cleonio Dourado
Escrever é uma fuga que sempre uso. Não tenho temas. Não tenho destinos. Alguns devaneios e desatinos, quem sabe. Solto as palavras ao vento. Viajo ao vê-las viajando pelo ar. Recolho as que voltam nos relentos das manhãs e me lavo em seus afagos. Eu me aguo, renasço. Palavras me acariciam a alma, despertam-me sentimentos, paz, calma. Leio, releio, rascunho e escrevo. Faço dos textos da minha lida, as estrelinhas da minha vida