Sem forças para tomar uma atitude e reconstruir a vida, sem forças para aceitar a perda e seguir em frente, sem amor por si mesma para compreender que o amor continua lá, onde você estiver, não onde o outro está.

Aquela mulher dizia que queria sumir, desaparecer, inventar uma nova vida ou nunca ter nascido. Ela dizia detestar tudo que restou dela mesma e que a dor de ver a pessoa amada com outro amor, era de matar…

Eu me sentei naquela poltrona preferida, revi algumas anotações, levantei meu olhar para o vão enquanto a tarde caía e pensei: _ Quanta gente sentindo a dor de amar cortando-lhe a alma sem conseguir mudar, reconstruir-se!

Muita gente. Muita mesmo!

Homens, mulheres, ambos sofrendo da dor de um amor perdido, de um relacionamento mal sucedido sem esperança alguma que as coisas possam mudar, que sua vida possa voltar ao normal, como era antes de tudo acontecer…

Quando encontramos uma pessoa a qual nos afinizamos, nos entregamos a ela com tanta força e verdade que fazemos daquilo nossa única razão de viver. Todo meu amor, tudo que sou, que fui, misturado em um pacote e entregue nas mãos dela.

Até mesmo o amor que eu sentia por mim, mesmo que pouquinho, eu entreguei. Acreditamos que aquele amor vai durar a vida toda e de tudo fazemos para que isso seja verdade, nunca acreditando que o pior pudesse acontecer: a separação, a traição ou o abandono. Se depositada minha vida toda estivesse na mão do cara que me deixou, o que me restaria afinal?

Não me restaria nada além das lembranças, da saudade, da vontade de ficar junto, de consertar tudo, de ter de volta aquele amor, de me virar pelo avesso para ser exatamente o que o outro quisesse que eu fosse, só pra que pudesse voltar pra mim…

E com esse pensamento, passam-se os anos, passa-se o tempo e toda a vida à sua volta continua a girar, a fluir, inclusive a vida do ex, de menos a sua. Tão agarrados ficamos à nossos sonhos desfeitos que nem percebemos que tudo corre ao redor, nem notamos. Uma vida paralisada a partir do momento que nos separamos.

Quantos estão assim hoje? Ah, inúmeras pessoas, inclusive essa minha amiga que desabafou sua dor a mim. Sem forças para tomar uma atitude e reconstruir a vida, sem forças para aceitar a perda e seguir em frente, sem amor por si mesma para compreender que o amor continua lá, onde você estiver, não onde o outro está.

Muitos amores nos consomem e sentimos vontade de morrer, de fechar os olhos e crer que tudo não passou de um sonho, mas A VIDA CONTINUA! Se destruir por um amor é bobagem, é alimentar uma dor desnecessária quando sabemos que não tem jeito mais! Ele ou ela vai voltar pra você? Te prometeu alguma coisa? Se não por que está esperando?

Acha que a pessoa que se foi se importa se sua vida tá uma merda? Não, ela não se importa e por ela não se importar pode reparar que em pouquíssimo tempo estará desfilando com um novo relacionamento enquanto você perde seus dias, horas preciosas revivendo uma história que já se perdeu no universo!

NÃO TEM MAIS VOLTA!

A única solução, meus amigos, é continuar a viver e, dessa vez, para você. Desgrude desse chão que você abraça por meses, limpa esse corpo sujo de lembranças e troca essas vestes velhas de algo que não deu certo! Deixe tudo no passado! Queime, jogue no lixo, desapegue.

VOCÊ É A PESSOA MAIS IMPORTANTE DA SUA VIDA e por assim ser, não deveria estar perdendo tempo remoendo memórias, alimentando um sentimento que só existe em seu coração! LIMPE-SE! Renove sua alma, renasça uma nova mulher, um novo homem, um ser forte, amado, querido e certo do que quer.

E você sabe o que não quer, não sabe? Você não quer mais sofrer, não é mesmo? Tá doendo muito aí dentro, não está? Tanto que pensa que sozinho(a) não poderá conseguir, mas, ah!

Junte suas coisas valiosas, deixe os cacos para trás e respire de novo! Encontre novos sentidos na vida, um novo foco, mire sua atenção em algo novo. Um curso, talvez!

Uma viagem, um novo emprego, academia, não sei! Mas faça alguma coisa para tirar da sua mente esse momento de autodestruição que já passou do limite! DESPERTA! ACORDA!

Não lamente um minuto a mais o que viveu, só lembre que tudo acabou e você precisa aceitar…

Amores não foram feitos para destruir corações. Foram feitos para ser paz, alegria, calor e carinho. Se te destruiu não era amor, se não era amor, tá sofrendo por que mesmo?

por Cris Souza Fontês

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS

COMENTÁRIOS




Cris Souza Fontes
Escritora, blogueira, amante da natureza, animais, boa música, pessoas e boas conversas. Foi morar no interior para vasculhar o seu próprio interior. Gosta de artes, da beleza que há em tudo e de palavras, assim como da forma que são usadas. Escreve por vocação, por amor e por prazer. Publicou de forma independente dois livros: “Do quê é feito o amor?” contos e crônicas e o mais espiritualizado “O Eterno que Há” descrevendo o quão próximos estão a dor e o amor. Atualmente possui um sebo e livraria