Apaixonada todo dia por si mesma! Do jeitinho que Deus a vê! Do jeitinho que ela se aceita! Ela sorriu e se olhou no espelho. Aceitou muito bem a imagem refletida. Arrumou os cabelos de um jeito simples, bonito, que emolduravam lindamente o seu rosto.

Alguns fios brancos que insistiam em aparecer, já não lhe incomodavam tanto. Ela os admirava. Sinais explícitos dos dias que até agora havia vencido.

Piscou para si mesma.

Vivia um momento lindo.

Estava no auge de uma idade que não se importava em dizer. Números não importavam mais. Dias felizes, sim. Cheia de graça. Cheia de luz. Cheia de si. Sagrada. Apaixonante. Apaixonada.

Cheia de paz.

Ela conhece cada traço da vida que carrega em seu coração, em seu corpo e em seu rosto. Sem desgostos. Somente orgulho em mostrar. São tatuagens do tempo. Marcas do sol. Marcas da vida. Tudo lindo de mostrar.

Essa mulher no espelho não se prende a idades, nem a números, pesos ou medidas ideais. Conta sonhos, vontades, amores, chegadas e partidas.

Conta a vida.

Conta os dias especiais.

Aprendeu com a beleza de cada experiência. Erros, acertos, vivências, sinais. Sem pendências. Sem pesar a consciência. Sem negar a aparência. Sabe que o interior é que vale mais.

Perfeições já não enganam.

Nem são tão essenciais.

Dominou os desejos, venceu os medos, domou cada anseio e conquistou o direito de ser dona do próprio mundo. Voa alto. Navega mares. Mergulha profundo.

Aprendeu a caminhar de salto alto por cima de cada problema. Avante é o seu lema. Tudo a faz sorrir. Ela se tornou a paz que precisa ser. A luz que precisa ter. O caminho que precisa ir.

Uma mulher que definitivamente aprendeu a viver. A menina-criança que foi um dia, ainda mora dentro dela, não com a mesma juventude, entusiasmo e frescor. Mas com muito mais sabedoria, beleza, respeito, autoestima, amor-próprio, felicidade e amor.

Apaixonada todo dia por si mesma!

Do jeitinho que Deus a vê!

Do jeitinho que ela se aceita!

*DA REDAÇÃO SAG.

VOCÊ JÁ VISITOU O INSTAGRAM E O FACEBOOK DO SEU AMIGO GURU?

CONSELHOS INSPIRADORES TODOS OS DIAS PARA UMA VIDA PLENA E FELIZ!

RECOMENDAMOS









Escrever é uma fuga que sempre uso. Não tenho temas. Não tenho destinos. Alguns devaneios e desatinos, quem sabe. Solto as palavras ao vento. Viajo ao vê-las viajando pelo ar. Recolho as que voltam nos relentos das manhãs e me lavo em seus afagos. Eu me aguo, renasço. Palavras me acariciam a alma, despertam-me sentimentos, paz, calma. Leio, releio, rascunho e escrevo. Faço dos textos da minha lida, as estrelinhas da minha vida