Agora chega, né? Basta! Não aceito mais o papel de boba e muito menos o de palhaça ao ser passada para trás.

Nem tudo são flores, mas nem tudo é treva.

Sabe aquele momento em que você pensa em desistir de tudo, até mesmo daquilo que conseguiu na base do muito esforço, dedicação, sacrifício e persistência?

Na realidade não explodimos por causa de pouco, mas sim devido a um conjunto de fatores, que vão se acumulando dia após dia, anos após anos, até a chegada de uma única gotinha e última que será o suficiente para te fazer transbordar num ataque de fúria e ódio, capaz de colocar um ponto final ao dizer, num ato de atitude de coragem:

“Agora chega, né? Basta! Não aceito mais o papel de boba e muito menos de palhaça ao ser passada para trás. Virou moda agora? Então procure outra pessoa para pisar para conseguir vantagens, benefícios, interesses ou seja lá o que for, que nem me interessa mais saber”.

Você se impõe, sem precisar dizer tanto assim, bastando uma única frase que se resume tudo:

“Não mexa, com quem está quieto!”.

Simples e poucas palavras, que farão a pessoa pensar duas vezes antes de persistir com sua maldade e egoísmo de sempre.

Cortará o mal pela raiz a ponto de impedi-lo de lhe passar pela enésima vez para trás e o recado chegará até você de que não haverá mais interesse desse fulano ruim em persistir com algo que finge não saber do que se tratava.

Esse tipinho de gente adora tirar o corpo fora e sempre se faz de sonso.

Não é à toa que existe o ditado popular: “Boi sonso é que arrebenta a cerca”.

Para esse perfil de gente, só nos resta bater de frente e lutar pelo que nos é dado e que nos pertence por direito.

Temos que simplificar a vida e ser objetivos, principalmente quando se trata de meio de defesa. Simples e eficaz.

Para quê complicar ou fazer rodeios?

Devemos tratar diretamente com quem nos faz mal. Independente do que pensam ou acham a respeito.

Chamo de maturidade o perder o medo de ser submisso uma vida inteira e de não ficar em cima do muro aceitando tudo e de maneira inerte, se prejudicando e afundando cada vez mais.

A inércia já é uma resposta e é a pior delas.

Meça as palavras e opte pelo menos. Em poucas palavras, pode-se dizer tudo.

Com certeza ficará subentendido que caso persista terá resultados indesejáveis.

Seja objetivo, principalmente em questões que não valem nem um pouco a pena serem esticadas.

Seja prático e não perca tempo esticando demais com picuinhas, que se perderão e não terão resultado algum.

Seja consciente de que ter todas as cartas na manga, já será o suficiente para ficar subentendido em poucas palavras, sem necessidade de explicar ou complicar.

Estas situações são sempre desagradáveis, mesmo sendo resolvida a seu favor.

Você acaba sentindo as forças minarem diante dos desafios, que apesar de saber que são inerentes à vida, suscetível de serem vencidos, bastando apenas um pouco de paciência e tempo e mesmo assim você desfalece e pode colocar tudo a perder.

Ainda bem, que Deus coloca em nosso caminho, pessoas certas e que nos dão a certeza de que nem tudo está perdido.

Há sim, luz no fim do túnel, que se chama esperança e esta nos é presenteada apenas por pessoas especiais que fazem a diferença em nossas vidas.

Alguns as chamam de anjos, outras de amigos, de almas gêmeas e companheiros de todas as horas.

Eu o chamo de meu amor, meu lindo, meu tudo de bom e do melhor. Um presente vindo dos céus. Aquele com o qual se sonha e espera por anos para viver um grande amor e que achamos ser surreal e que sua existência apenas faz parte dos contos de fadas dos livros infantis, mas que é real e pode acontecer com qualquer um.

E por outro lado, para quem gosta de brincar de poder, apenas um lembrete: nunca cutuque a onça com a vara curta.

Nunca brinque com fogo, pois quem brinca com fogo acaba se queimando.

Seria tão bom se todos vivessem no seu quadrado, mas nem sempre é assim.

Então!

Não permita que invadam o seu espaço e seja feliz.

Imponha-se e não se esqueçam de que a dúvida ou a indecisão já é uma resposta de aceitação e submissão.

Tenha coragem para mudar aquilo que pode ser mudado, cortando de vez aqueles encostos que vivem tentando te prejudicar em proveito próprio e não se esqueçam que ao seu lado existem pessoas que estão prontas para te dar as mãos para o que der e vier.

*Foto de Joshua Rondeau no Unsplash

VOCÊ JÁ VISITOU O INSTAGRAM E O FACEBOOK DO SEU AMIGO GURU?

CONSELHOS INSPIRADORES TODOS OS DIAS PARA UMA VIDA PLENA E FELIZ!

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS



COMENTÁRIOS




Idelma da Costa
Idelma da Costa, Bacharel em Direito, Pós Graduada em Direito Processual, Gerente Judicial (TJMG), escritora dos livros Apagão, o passo para a superação e O mundo não gira, capota. Tem sido classificada em concursos literários a nível nacional e internacional com suas poesias e contos. Participou como autora convidada do FliAraxá 2018 e 2019 e da Flid 2018.