Sorte é a oportunidade que chega quando você está preparado. Benção é a graça que chega quando você tem fé.

Ah tem sim… Tem muitos dias em que eu acordo com o pé esquerdo, com a pá virada, com o saco cheio e cansado, apesar de que acabei de acordar.

Sabe o que eu faço?

Levanto, me abençoo, me benzo, rezo, faço o sinal da cruz em meu peito, beijo minhas mãos e estendo ao céu:

Bênça Pai do Céu!
Bença Mãe do Céu!

Aprendi assim e assim, faço todo dia.

Vai melhorar o meu dia?

Não sei.

Sei que quando saio da cama, tenho é que ficar de pé pra encarar o dia.

Cansado ou não.

Com pé direito ou esquerdo.

Ninguém tá nem aí.

É entre nós e o mundo.

Acredite, a boa sorte vem pra quem tem coragem de brigar por ela.

Sorte é a oportunidade que chega quando você está preparado.

Benção é a graça que chega quando você tem fé.

Bom dia é aquilo que você mesmo faz e acordar já é o melhor motivo pra ser feliz.

Não adianta você maldizer o dia, ficar com raiva das notícias na TV, perder a calma, inventar mil desculpas e ficar do tempo todo de cara feia.

São 24 horas o jogo de cada dia.

Você já descansou o que tinha, agora é sair chutando as bolas de ferro e buscar driblar o que for preciso.

Jogue com o pé direito, chute com o esquerdo e faz a sua correria.

Vai na fé, acredite que o bom dia não depende do jeito que você acorda, nem do mundo lá fora, só depende do jeito que você que o olha.

Simbora?

Então chuta essa bola.

Não se esquente.

A vida é um jogo, que o time inteiro é a gente.

Bola pra frente e avante!

Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo!

Amém!

Abençoada semana pra vocês!

*Photo by Denis Tuksar on Unsplash

VOCÊ JÁ VISITOU O INSTAGRAM E O FACEBOOK DO SEU AMIGO GURU?

CONSELHOS INSPIRADORES TODOS OS DIAS PARA UMA VIDA PLENA E FELIZ!

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS



COMENTÁRIOS




Cleonio Dourado
Escrever é uma fuga que sempre uso. Não tenho temas. Não tenho destinos. Alguns devaneios e desatinos, quem sabe. Solto as palavras ao vento. Viajo ao vê-las viajando pelo ar. Recolho as que voltam nos relentos das manhãs e me lavo em seus afagos. Eu me aguo, renasço. Palavras me acariciam a alma, despertam-me sentimentos, paz, calma. Leio, releio, rascunho e escrevo. Faço dos textos da minha lida, as estrelinhas da minha vida