A palavra é de prata e o silêncio de ouro. O segredo é a alma do negócio!

Nem tudo que se passa na nossa vida deve ser comentado ou compartilhado nem mesmo com quem consideramos como nossos melhores amigos.

Vocês se lembram nos tempos de escola, quando perguntavam antes da prova se estávamos dominando a matéria e todas as vezes que dizíamos que sim e principalmente depois de realizá-la ao dizer para todo mundo que a prova estava fácil demais e que o total era certo, podíamos esperar que o resultado vinha bem aquém do desejado e esperado.

Com o tempo, acabávamos aprendendo a manter a boca fechada e ao ser perguntado, a resposta era sempre a mesma: não sei nada e a nota sempre vinha ótima.

Acho que isso acontece ou já aconteceu com todo mundo.

Deve-se aprender a lição e tentar aplicar em tudo, durante a vida inteira.

Às vezes se torna impossível dominar a felicidade, principalmente quando acabamos de passar por um período longo de dificuldades em todos os sentidos, mas é necessário ter o auto controle, essencialmente da boca.

Ficamos com vontade de sair gritando para todo mundo ouvir todas as coisas boas que tem nos acontecido e que finalmente conseguimos superar todos desafios, vencer todos os obstáculos e realizar um grande sonho.

É certo que bastará dizer para tudo desandar.

Alegria de pobre dura pouco.

Na vida, devemos desfrutar dos momentos felizes com discrição. Isso servirá como proteção.

Nunca sabemos se aquelas pessoas que nos rodeiam são de confiança e querem realmente o nosso bem.

Tem sido comum as pessoas não terem nada produtivo a falar e acabam usando a vida alheia como assunto principal.

É fato que os valores se perderam e o mundo tem sido dos espertos e daqueles que são políticos no trato. Ameaças, chantagens, troca de favores, uso indevido do poder e egoísmo têm sido uma constante nos dias atuais.

Para se beneficiarem à custa de outrem valerá tudo e principalmente o agir debaixo dos panos e pelas costas.

Cautela nunca é demais.

Pode ser que usem nosso momento de sorte para tirarem vantagem e acabam nos prejudicando.

Tudo na vida é relativo. Mesmo que mantenhamos nossa felicidade intacta,nossos planos alteram com o decorrer do tempo em virtude de uma coisa ou outra. Nada é imutável.

Pode ter certeza, que se falamos acerca da alteração dos planos, fingirão nada saber para não atrapalhar os planos de subir na vida; virará segredo de estado, ficará bem guardado e nem dará IBOPE. O que prevalecerá será os jogos de interesses, pouco importando crescer à custa dos outros ou puxando o tapete de quem quer que seja.

Se estamos plenos não significa que estamos abertos e dispostos a perder tudo o que nos realiza e que conseguimos adquirir por mérito com muito esforço, dedicação, sacrifício e acima de tudo honestidade.

A vida já é cheia demais de afazeres e seria uma canseira ficar brigando pelos direitos adquiridos, que deveriam ser preservamos e respeitados.

Antes prevenir do que remediar.

Nem tudo deve ser falado ou comentado. O segredo sempre foi, é e será a alma do negócio. Em se tratando de profissão: amigos, amigos, negócios à parte. Todo cuidado é pouco. Qualquer vacilo coloca tudo a perder.

VOCÊ JÁ VISITOU O INSTAGRAM E O FACEBOOK DO SEU AMIGO GURU?

CONSELHOS INSPIRADORES TODOS OS DIAS PARA UMA VIDA PLENA E FELIZ!

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS



COMENTÁRIOS




Idelma da Costa
Idelma da Costa, Bacharel em Direito, Pós Graduada em Direito Processual, Gerente Judicial (TJMG), escritora dos livros Apagão, o passo para a superação e O mundo não gira, capota. Tem sido classificada em concursos literários a nível nacional e internacional com suas poesias e contos. Participou como autora convidada do FliAraxá 2018 e 2019 e da Flid 2018.