A mulher de 50 tem uma forte necessidade de se sentir mulher. Isso é tudo o que as mulheres reais gostariam que vocês soubessem.

A beleza está tão ligada à juventude em nossa sociedade. As duas ideias são quase inseparáveis.

Na maioria das vezes, as modelos que você vê nas campanhas de beleza mal saíram da puberdade, e os rostos nas revistas que têm alguns aniversários a mais são retocados para remover qualquer sinal de vida depois dos 25.

Sejamos realistas; somos todos vaidosos aqui. Todos nós queremos ficar bonitos. Mas com uma definição tão limitada de beleza, deixamos de fora muito do tipo real.

A beleza não é uma constante — está sempre mudando; isso é meio que, bem, beleza disso, certo?

E certamente não tem apenas uma definição, e é por isso que pedimos às mulheres com 50 anos ou mais que falassem abertamente sobre beleza – como elas a veem, como a abordam e como desejam que o resto da sociedade a entenda.

Envelhecer não é uma coisa ruim

“Em um mundo ideal, os jovens veriam as linhas e o envelhecimento no rosto de alguém como um marcador da vida que tiveram a sorte de viver”. — Júlia, 55

O que as mulheres com mais de 50 anos gostariam que você soubesse sobre seu estilo de beleza e suas preocupações? Um dos temas abrangentes que surgiram foi que elas não veem o envelhecimento como uma coisa ruim.

“Entenda que não queremos parecer como se tivéssemos 30 anos. Temos 50 fabulosos anos. Conquistamos esse direito.” — Kimberley, 54

“Transformei as preocupações do envelhecimento em uma busca saudável e mais sutil para parecer o mais jovem possível. Ainda loira? Claro que sim! Cortes jovens, mas clássicos? Absolutamente. Esmaltes na moda? Dedos do pé somente! As preocupações sobre parecer jovem ainda estão lá, mas minha abordagem é muito mais realista do que olhar no espelho e esperar ver uma versão muito mais jovem de mim.” — Janete, 59

“Estou me divertindo muito mais aos 50 anos! Posso respirar um pouco mais e estou mais confortável ​​comigo mesma.” — Katie, 52

Elas também são reais, no entanto, o envelhecimento não é uma coisa ruim, mas ninguém está lamentando a falta de juventude aqui também.

“Ainda me sinto como a garota de 20 ou 30 anos, mas o rosto e o corpo mudaram. Só não me lembro dos anos passando tão rápido. Foi um desafio aceitar e me sentir confortável, mas estou me ajustando.” — Célia, 65

“Eu gostaria de parecer mais jovem? É claro. Quem não? Mas a conclusão é que esta é a minha cara, é a minha vida, e eu mereci.” — Kathy, 66

Precisamos parar de nos pressionar

“Estou cansado do esforço constante para “fazer” algo – para combater o envelhecimento” – Kathy, 66

Dada essa perspectiva mais positiva sobre o envelhecimento, segue-se que as mulheres com mais de 50 anos não estão satisfeitas com as pressões para parecerem mais jovens – pressões que, como uma mulher astutamente apontou, não se aplicam aos homens.

Leia esses depoimentos e veja se você se identifica com algum:

“Eu me canso da pressão constante para ‘fazer’ alguma coisa – para neutralizar o envelhecimento. Às vezes me sinto como pais no Natal, sendo inundados com anúncios de brinquedos caros para colocar debaixo da árvore para que seus filhos não os odeiem!” — Kathy, 66

“Gostaria que outras pessoas se lembrassem de que todos envelhecemos. Esse é um conceito difícil de entender em nossa juventude.” — Célia, 65

“Conheço tantas mulheres que são tão bonitas naturalmente. Eu gostaria que o mundo apreciasse mais a beleza das mulheres que não vão à faca ou injetam coisas em seus rostos, e porque vivem estilos de vida saudáveis, são bonitas – rugas, queda e tudo mais. O padrão de beleza foi elevado a um nível falso e não pode ser mantido por 98% do mundo”. — Cíntia, 55

“Comecei com alguns destaques, antes que meu cabelo começasse a ficar grisalho. E agora estou presa. Eu gostaria de deixar meu cabelo crescer, mas sou vaidosa o suficiente para não querer parecer um gambá enquanto faço isso. E nenhum estilista que conheço vai me ajudar a fazer a transição. Todos eles simplesmente enlouquecem, gritando que vou parecer velha, ignorando o fato de que não tenho mais 40 anos. E realmente me choca que os homens não sintam a necessidade de pintar o cabelo. Eles ficam grisalhos e ninguém diz uma palavra ou os pressiona.” – Kathy, 66

Os estereótipos não se encaixam

“Minha rotina é mais mínima, mas ainda gosto de quebrar as regras de vez em quando.” — Katie, 52

Não surpreendentemente, asm mulheres com mnais de 50 anos, também se opõem aos estereótipos de beleza preexistentes por aí – o corte de cabelo curto de uma mulher de certa idade, a expectativa de maquiagem modesta…

“Gostaria que outras pessoas não estereotipassem um certo estilo de beleza para mulheres mais velhas.” — Ana, 50

“Como artista, acredito que não existem regras sobre o que define a beleza. Acredito que cada idade tem sua própria beleza, independentemente do número.” — Janete, 50

“As mulheres com mais de 50 anos ainda querem se sentir atraentes – não somos nossas mães.” — escreveu Elaine, 57

Da mesma forma, e como acontece com a maioria dos grupos de pessoas, é difícil fazer generalizações. Algumas mulheres elogiam as virtudes das madeixas brancas, enquanto outras, lamentam sua decisão de sempre cter que colorir seus cabelos grisalhos.

Algumas mulheres reduziram a quantidade de maquiagem que usam, enquanto outras dizem que usam mais agora do que em seus anos mais jovens. Mas não são as especificidades de cabelo e maquiagem que eles consideram importante…

Eles enfatizam a saúde e a confiança

“Quando se trata de cabelo e maquiagem, aos 50 anos, você sabe o que funciona e o que não funciona. E você finalmente tem a confiança que gostaria de ter nos seus 20 e 30 anos.” — Kimberley, 54

Em vez de discutir os produtos de beleza, muitas das mulheres destacaram a saúde, tanto física quanto mental, como uma importante faceta da beleza.

“Meu estilo de beleza é manter um estilo de vida saudável e ativo, aproveitar minha carreira, passar mais tempo com a família e amigos. Eu considero tudo isso parte do meu regime de beleza agora, e acredito que a maioria dos meus amigos se sente da mesma maneira.” — Janete, 59

“Eu também acredito fortemente no poder do exercício – para mente, corpo, equilíbrio, resistência, movimento. Eu poderia continuar e continuar. Os benefícios físicos do exercício são apenas a cereja do bolo.” — Luane, 55

“Minha rotina de beleza inclui meditação diária e tento encaixar kundalini yoga quando posso. Ambos ajudam com o corpo e o espírito, e isso para mim é saudável.” — Célia, 65

“Acho que as pessoas deveriam se preocupar mais com o estilo de vida saudável das mulheres 50+, com exercícios regulares e uma dieta saudável.” — Ana, 50

“As mulheres com mais de 50 estão preocupadas com os efeitos que o envelhecimento tem em seus corpos e mentes, e fazem a coisa inteligente para cuidar desses problemas. Eu acho que o básico é importante; cuidar de si mesmo intelectualmente e fisicamente comendo alimentos saudáveis, dormindo bem e mantendo sua flexibilidade e um peso saudável.” — Janete, 50

“Minha abordagem hoje é mais holística. Tudo contribui para como me sinto em relação à beleza, desde a alimentação e condicionamento físico até a saúde mental, e acredito que isso vem de uma maior autoconsciência do meu corpo e de como lido com a vida. Dito isso, ainda estou aberto a experimentar novos produtos, desde que eles não se instalem nas rachaduras e ravinas que eu chamava anteriormente de rugas.” — Katie, 52

Elas também falam sobre uma confiança que vem com a idade. Novamente, não aquela que vem de um ótimo produto, mas sim da experiência.

“Quando se trata de cabelo e maquiagem, aos 50 anos, você sabe o que funciona e o que não funciona. Não há tanta experimentação. ( Cílios brilhantes? Não!) E você finalmente tem a confiança que gostaria de ter nos seus 20 e 30 anos.” — Kimberley, 54

“Acho que as mulheres de 40 anos ou mais sabem o que funciona para elas em termos de beleza e, embora estejam dispostas a tentar algo novo, estão confiantes no que funciona para elas – e sua confiança as faz brilhar.” — Cíntia, 55

Pérolas de sabedoria

“Eu compro menos, mas melhor – só se percebo que o produto pode tornar minha aparência mais saudável.” — Janete, 59

“Meu credo: nunca pareça que estou me esforçando demais, mas ainda assim procuro pessoas dizendo ‘você está ótima!’” — Janet, 59 anos

“Minha avó, ‘Glam Gram’, estava sempre vestida com roupas bonitas, maquiagem completa, cabelos lindos, unhas bem feitas. Ela era linda, e eu queria ser igual a ela (e ainda quero). Mas, quando quero,uso um boné de beisebol, funciona bem.” — Luane, 55

“Só estou tentando parecer a melhor versão possível de mim mesma nesta idade – não jovem. E destacar nossos pontos fortes são obrigatórios.” — Cathy, 50

E você, como se sente depois dos 50? Se identificou com as mesmas necessidades ou sente outras que não apareceram aqui? Conte pra gente nos comentários.

**DA REDAÇÃO SAG. Com informações Byrdie. Foto meramente ilustrativa/ Atriz Claudia Ohana.

VOCÊ JÁ VISITOU O INSTAGRAM E O FACEBOOK DO SEU AMIGO GURU?

CONSELHOS INSPIRADORES TODOS OS DIAS PARA UMA VIDA PLENA E FELIZ!

RECOMENDAMOS









Viva simples, sonhe grande, seja grato, dê amor, ria muito!