“A mulher de 50 anos de hoje é a antiga mulher de 30”, afirma Claudia Raia

A atriz conhecida nacionalmente por sua beleza e competência artística, em entrevista a Revista Quem, falou sobre a importância da mulher na sociedade, e mais, sobre o etarismo e a necessidade de empoderar as mulheres mais velhas.

Para Claudia, o Brasil ainda não sabe aproveitar o potencial da mulher de 50. Pois são elas que possuem poder de compra, não as meninas de 20.

“Eu diria que os 50 são os novos 30. O Brasil ainda não viu o potencial dessa mulher de 50, que é a grande consumidora, com a vida profissional, na maioria das vezes, encaminhada ou bem-sucedida. Brasileiro ainda acha que é a menina dos 20 que tem o poder de compra, e não é. A Jane Fonda é garota-propaganda da Dior; a Isabella Rossellini, da Lancôme. Mulheres maduras são capas das grandes revistas lá fora, aqui é como se depois do 30 você caísse em um buraco negro onde não existe no mercado e aí passasse a ser a Fernandona (Fernanda Montenegro) e ressurgisse aos 80″, desabafou a atriz.

Claudia falou sobre como a maturidade fez bem para os seus relacionamentos, e que os anos a ajudou a não fazer mais concessões.

“Quando jovem, fiz muita força na vida para agradar aos meus companheiros no relacionamento. A gente abre concessão, faz coisas de que não gosta para agradar ao outro, e isso faz parte da relação, mas, nesta idade, tudo fica muito mais claro e muito mais verdadeiro. E você não quer mais abrir tantas concessões porque, às vezes, elas te mutilam e te fazem mal, porque aquele companheiro também não interessa”, disse a atriz.

Você concorda com ela?

*DA REDAÇÃO SAG.

VOCÊ JÁ VISITOU O INSTAGRAM E O FACEBOOK DO SEU AMIGO GURU?

CONSELHOS INSPIRADORES TODOS OS DIAS PARA UMA VIDA PLENA E FELIZ!

RECOMENDAMOS









Viva simples, sonhe grande, seja grato, dê amor, ria muito!