A gente precisa viver o agora, o hoje, botar nossa melhor roupa, o nosso melhor sapato, e com a cara lavada, fazer do presente o nosso melhor presente.

É preciso sorrir no meio das rugas, é preciso contemplar a nossa beleza de poder ver.

Esquecer as coisas que nos feriram, o passado que maltratou, que não deixou tantas lembranças boas, ou aquelas que deixaram apenas saudade.

Tudo aquilo que passou, passou, foi bom, foi ruim, foi feliz, foi triste, mas foi, é passado, não está mais no nosso presente.

É preciso guardar as lembranças, as nossas histórias, o nosso chegar até aqui, com carinho, e só.

É preciso virar a página, guardar o livro, esconder no fundo do guarda roupa, onde só ficam as lembranças amareladas.

O que passou não volta, não pode voltar, não deve voltar, não dá pra querer cortar os pés voltando sobre cacos passados.

A vida é feita de renovação, de vontade de querer seguir em frente com determinação pra escolher coisas novas, gente nova, novos olhares, pensamentos diferentes de tudo que já conhecemos, só assim a gente se transforma e se eleva como ser humano.

Não temos mais a mesma idade que antes, muito menos as mesmas capacidades físicas, mas o tempo nos ensinou a ser sagazes, a ter conhecimento necessário para entender que nem tudo acaba aqui, nem tudo é pra morrer de amor, nem tudo é pra viver sofrendo, chorando ou se entregando por coisas banais, coisas que nos impedem de AMADURECER.

A gente não pode se entregar, não pode revidar, não pode ouvir coisas que nos ferem e achar que a nossa vida vai acabar por causa daquilo, porque com certeza, a gente tem muita coisa ainda pra dar, muita coisa pra aprender como também para ensinar e há muita gente no mundo que nos quer bem, que nos quer felizes, nos quer abraçar!

O que nos impede de ver isso, é a nossa própria falta de amor próprio.

É preciso começar a crescer, a entender que nem tudo é pra ser levado a sério, um pouco de deixa pra lá também caí bem!

O passado é só o passado, e se não houve futuro, então é lá que ele têm de ficar.

Viver, ser feliz com o que há hoje, com a possibilidade de poder sentir que o que se têm nas mãos agora, de repente, foi graças à toda essa trajetória de ciclos fechados e de páginas viradas que nos trouxeram até aqui.

As fases servem para aprimorar a nossa essência e para podermos desenvolver o conhecimento necessário de que nós podemos sim superar o mundo e a nós mesmos.

Superar tudo aquilo que nos incomodou ou que ainda incomoda.

Viver é botar nossos planos adiante, e quem coloca sua vida adiante, não volta um passo sequer atrás. Porque já percebe que precisa viver o agora, o hoje, botar a melhor roupa, o melhor sapato, e com a cara lavada, fazer do presente o seu melhor presente.

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS

COMENTÁRIOS




Ricardo Ferraz
Pessoa comum, que gosta do trabalho, daquilo que faz, e sempre faz tudo com muito amor. Casado, pai de duas crianças lindas, e que, se dedica a escrever sobre a vida, nossas desilusões e aspirações, nas horas vagas, por amor a escrita, e acreditar que o amor é a nossa única e maior salvação. Escrever é liberdade!