5 Perguntas essenciais que devemos fazer aos nossos pais antes que eles morram

Há uma série de perguntas que permitem conhecer os sentimentos, as prioridades e tudo o que os pais têm em mente. Desta forma, é possível aprender a compreendê-los e proporcionar-lhes o tratamento de qualidade que eles merecem.

Muitas pessoas, passam a vida toda, sem conhecer de verdade a história de seus pais. O desinteresse é tão grande, que, muitos, só vão se interessar em conhecer realmente quem foram seus pais, depois que eles já partiram dessa vida.

Por conta disso, especialistas separaram 5 perguntas essenciais que devem ser feitas aos nossos pais antes que eles morram. Essas respostas nos ajudarão para que possamos seguir as nossas vidas sem eles.

Pergunte aos seus pais:

1. Que tipo de cuidado você quer ter na velhice?

É uma realidade que os pais não conseguem satisfazer algumas necessidades sozinhos quando chegam à velhice. Por esse motivo, é essencial que a gente saiba o que fazer nesse momento para continuar protegendo seu bem-estar.

Esta pergunta é possivelmente uma das mais importantes na vida dos pais. Bem, permite que eles expressem onde querem estar nessa fase e quais recomendações devem ser levadas em consideração para garantir sua felicidade.

Diante disso, especialistas recomendam que o questionamento seja feito antes que os pais tenham idade avançada. Isso para evitar que a memória brinque com eles e impeça que transmitam qualquer informação relevante.

Sabendo exatamente o q ue eles esperam de você, você poderá agir de acordo, e não vai impor a sua vontade, fato que acontece muito quando invertem-se os papeis. Dessa forma, quando eles partirem você ficará com a consciencia tranquila, porque fez tudo o que eles esperavam de você e o que estava ao seu alcance.

2. Quais foram os dias mais felizes da sua vida?

No instante em que os pais revelam aqueles momentos em que sentiram uma realização incalculável, a gente pode conhecer os fatores que mais despertam suas emoções positivas neles, e consequentemente, poderemos buscar proporcionar a eles, mais momentos assim.

Dessa forma, é possível que eles concebam vários novos planos que lhes causem as mesmas sensações e lhes permitam se divertir constantemente antes de deixar este mundo.

Com isso, mesmo depois que eles partirem, você poderá revisitar essas atividades ou lugares que tanto os fizeram feliz, e se sentir feliz também.

3. Quais foram seus dias mais difíceis e como você os superou?

Assim como é importante conhecer os momentos de alegria total, também é essencial ter clareza sobre aquelas situações que mancharam seus corações. Assim, a gente pode evitar cometer alguns erros que desencadeiam dores semelhantes.

Da mesma forma, sabendo desses momentos de desconforto, a gente pode tomar os cuidados necessários na hora de se resguardar a tempo e não ter que viver o mesmo em algum momento da nossa vida.

Por outro lado, sabendo o que os pais fizeram para superar aquela adversidade, a gente pode encontrar motivação e força para que, em um momento de dificuldade, saber que é possível superar qualquer tipo de situação complexa. Já que os nossos pais, também superaram.

4. Qual é o legado que você quer deixar?

Ao saber quais sonhos os pais desejam alcançar e quais lições desejam transmitir aos seus entes queridos mais próximos, a gente pode fazer todo o possível para ajudá-los a atingir esse objetivo.

Da mesma forma, poderemos insistir em continuar com esse mesmo trabalho quando os nossos pais não estiverem mais no mundo. Assim, damos continuidade ao legado e podemos transmitir os valores mais importantes da família de geração em geração.

5. Qual é a nossa história familiar?

Esse questionamento permite que a gente compreenda os motivos pelos quais nossos familiares agem dessa forma e por que têm insistido em incutir neles certas atitudes. Assim, podemos conhecer qual é a nossa essência.

Além disso, por meio dessa pergunta, eles também podem detectar a tempo cada um dos erros que seus familiares cometeram ao longo de suas vidas. Tanto para que possam evitá-los e encontrar as melhores formas de proteger o seu bem-estar.

Bem como, podemos perceber quais pontos de acerto nossa família teve, para que possamos repetir e dar continuidade.

Com essas perguntas-chave, a gente pode conhecer melhor seus pais e dar a eles o lugar que merecem em nossas vidas. Por isso, é essencial dialogar com eles no dia a dia para que abram seus corações e tenham consciência de que o objetivo das crianças é fazê-las sentir-se muito felizes.

*DA REDAÇÃO SAG. Fonte: Melhor com Saúde. Foto de Antreina Stone no Unsplash.

VOCÊ JÁ VISITOU O INSTAGRAM E O FACEBOOK DO SEU AMIGO GURU?

CONSELHOS INSPIRADORES TODOS OS DIAS PARA UMA VIDA PLENA E FELIZ!

RECOMENDAMOS









Viva simples, sonhe grande, seja grato, dê amor, ria muito!